1300-1200 AEC

Moisés e o Êxodo

Depois que José se juntou ao seu pai e aos seus irmãos no Egito, a nação de Israel prosperou, tornando-se forte e numerosa. Mas o faraó e os egípcios tornaram-se hostis em relação aos israelitas e passaram a oprimi-los. Nossa história agora nos leva aos acontecimentos que conduziram ao Êxodo do Egito por intermédio do servo designado por D’us, Moisés.

A filha do faraó encontra Moisés

Êxodo 2:10

Ela levou o menino à filha do faraó, que o adotou 

e lhe deu o nome de Moisés… 

O Egito oprimia fortemente a nação de Israel impondo trabalhos árduos. Na tentativa de conter o crescimento da nação, o faraó ordenou que todos os bebês recém-nascidos do sexo masculino fossem afogados no rio Nilo.

Em uma corajosa tentativa de burlar esse decreto, Joquebede, mãe de Moisés, pôs o filho dentro de um cesto impermeável e depositou-o no rio Nilo. A filha do faraó encontrou o menino no rio, teve pena e o adotou como se fosse seu próprio filho. Ela lhe deu o nome de Moisés, ou Moshe em hebraico, que significa tirado das águas.

Êxodo 2:10   Ela levou o menino à filha do faraó, que o adotou e lhe deu o nome de Moisés…

A descoberta de Moisés Rembrandt, 
The Morgan Library and Museum, Nova York  

Faraó Ramsés II,
 “O Grande”
1279 - 1213 AEC 

Existe um consenso entre os arqueólogos sugerindo que o faraó que reinava na época do Êxodo era efetivamente Ramsés “O Grande”.  

Nesta foto vemos a múmia de Ramsés, o Grande, tal como exposta no Museu Egípcio do Cairo.

O faraó Ramsés II (o Grande) viveu de 
1279 a 1213 AEC.

Existe um consenso entre os arqueólogos segundo o qual o faraó que reinava na época do Êxodo era efetivamente Ramsés “O Grande”. 

LEIA MAIS

Mummy of Rameses the Great, Egyptian Museum, Cairo

Reconstituição do rosto de Ramsés II 

Cientistas da Universidade John Moores de Liverpool et da Universidade do Cairo reconstituíram o rosto de Ramsés II com a ajuda de tomografias computadorizadas e softwares que possibilitam uma reconstrução facial precisa.  

Graças ao grande avanço da tecnologia visual aplicada às descobertas arqueológicas, os cientistas da Universidade John Moores de Liverpool e da Universidade do Cairo reconstituíram o rosto de Ramsés II com a ajuda de tomografias computadorizadas e softwares que possibilitam uma reconstrução facial precisa.

FaceLab, Liverpool John Moores University, UK 

Êxodo 2:11
Ele (Moisés) viu um egípcio espancar um dos hebreus.
Pintura mural da tumba de Menna, Tebas, Egito, cerca de 1350 AEC 

Moisés percebeu o sofrimento de seu povo sob o domínio egípcio.
A história é contada em Êxodo 2:11:
Ele (Moisés) viu um egípcio espancar um dos hebreus.
Correu o olhar por todos os lados e, não vendo ninguém, matou o egípcio e o escondeu na areia.

Depois disso, Moisés fugiu do Egito. Sua jornada o levou à casa de Jetro, sumo sacerdote de Midiã. 

Moisés na sarça ardente 
 Rembrandt

Êxodo 3:3-4
"Que impressionante! ", pensou. "Por que a sarça não se queima? Vou ver isso de perto."

Senhor viu que ele se aproximava para observar. E então, do meio da sarça D’us o chamou: "Moisés! Moisés!” "Eis-me aqui", respondeu ele.

Moisés casou-se com a filha de Jetro, Zípora. Certo dia, enquanto pastoreava as ovelhas de Jetro no Monte Horebe, Moisés teve uma estranha visão, que mudaria seu mundo para sempre.

Êxodo 3:2-4 
Ali o Anjo do Senhor lhe apareceu numa chama de fogo que saía do meio de uma sarça. Moisés viu que, embora a sarça estivesse em chamas, esta não era consumida pelo fogo. 
"Que impressionante! ", pensou. "Por que a sarça não se queima? Vou ver isso de perto."
 O Senhor viu que ele se aproximava para observar. E então, do meio da sarça D’us o chamou: "Moisés! Moisés!” "Eis-me aqui", respondeu ele.


Foi na sarça ardente que D’us declarou que o tempo da Redenção estava próximo e encarregou Moisés de voltar ao Egito e conduzir seu povo à liberdade.

Coleção privada 

Musée du Louvre, Paris

Cota de tijolos 

Êxodo 5:18
Faraó: “…continuem a produzir a cota integral de tijolos.”  

O Pergaminho de Couro,  1274 AEC 
“Yupa, filho de Urhiya, (cota de ) 2.000 tijolos. 1630 foram entregues, faltam 370”.


Regressou ao Egito, onde os israelitas sofriam o pesado fardo da escravidão.
Em Êxodo 5:18 há uma menção à ordem de entregar a cota de tijolos.
Nesta imagem vemos o Pergaminho de Couro, que data aproximadamente de 1274 AEC, quinto ano do reinado de Ramsés II, atualmente exposto no Museu do Louvre. Ele menciona um dos fabricantes de tijolos que não conseguiu entregar sua cota:

“Yupa, filho de Urhiya, (cota de) 2.000 tijolos
1.630 foram entregues, faltam 370”.



LEIA MAIS

Deixe ir o meu povo 

 Êxodo 10:3 

Dirigiram-se, pois, Moisés e Arão ao faraó e lhe disseram: “Assim diz o Senhor, o D’us dos hebreus: ‘Até quando você se recusará a humilhar-se perante mim?  Deixe ir o meu povo, para que me preste culto.'”



D’us enviou Moisés de volta ao faraó com a advertência terrível de que a menos que os israelitas fossem libertados pelo faraó, pragas medonhas assolariam a terra do Egito.

Êxodo 10:3

Dirigiram-se, pois, Moisés e Arão ao faraó e lhe disseram: “Assim diz o Senhor, o D’us dos hebreus: ‘Até quando você se recusará a humilhar-se perante mim? Deixe ir o meu povo, para que me preste culto.'”

Moisés e Arão diante do faraó 

As dez pragas 

Os Dez Mandamentos, 1956 Paramount Pictures

O faraó recusou a advertência e D’us afligiu a terra do Egito com 10 pragas que, progressiva e sistematicamente, destruíram a infraestrutura egípcia. As pragas chegaram nesta ordem:
Sangue, rãs, piolhos, animais selvagens, peste, pústulas, granizo, gafanhotos, escuridão e, finalmente, a morte dos primogênitos.

Escravos fugindo para Sinai são vistos em Migdol  

 ​Números 33:5-7
“Os israelitas partiram de Ramessés… e acamparam 
perto de Migdol.”

Papiro Anastasi V, cerca de 1250 AEC
“Fui enviado dos amplos salões do palácio ... seguindo dois escravos. Quando cheguei à fortaleza, contaram-me que o batedor viera do deserto dizendo que haviam passado pelo lugar murado ao norte de Migdol.”  

O Papiro Anastasi V (nº 5), de cerca de 1250 AEC, menciona dois escravos que escaparam do Egito. Também menciona Migdol, um dos acampamentos israelitas no caminho do Monte Sinai.
O Papiro diz o seguinte:
“Fui enviado dos amplos salões do palácio ... seguindo dois escravos. Quando cheguei à fortaleza, contaram-me que o batedor viera do deserto dizendo que haviam passado pelo lugar murado ao norte de Migdol.”
A Bíblia relata que os israelitas acamparam em Migdol no Livro de Números 33:5-7
“Os israelitas partiram de Ramessés… e acamparam perto de Migdol.”

 LEIA MAIS

British Museum, Londres 

Os Dez Mandamentos e os manuscritos do Mar Morto

Em 1952, um antigo pergaminho com os Dez Mandamentos foi descoberto na caverna nº 4 de Qumran.

O texto dos Dez Mandamentos é mais longo que as traduções tradicionais e reflete ambas as versões bíblicas do mandamento do Shabat, que se encontram em Êxodo 20:11 e em Deuteronômio 5:11.

Dentre todos os manuscritos do Deuteronômio descobertos em Qumran, este é o rolo mais bem preservado.

LEIA MAIS

Foto de Ardon Bar-Hama
Museu de Israel, Jerusalém 

Moisés não pode entrar na Terra Prometida de Israel 

Deuteronômio 32:48-52
Naquele mesmo dia o Senhor disse a Moisés: “Suba… até o monte Nebo… e contemple Canaã, a terra que dou aos israelitas como propriedade.

…Você verá a terra somente à distância, mas não entrará na terra que estou dando ao povo de Israel.”

Em vez de falar com a rocha para que ela trouxesse água para o povo, Moisés, frustrado com as reclamações da nação, bateu na rocha. Esperando de Moisés um comportamento exemplar, D’us o repreendeu e não permitiu que ele entrasse na Terra de Israel.

Deuteronômio 32:48-52
Naquele mesmo dia o Senhor disse a Moisés: “Suba… até o monte Nebo… e contemple Canaã, a terra que dou aos israelitas como propriedade.

…Portanto, você verá a terra somente à distância, mas não entrará na terra que estou dando ao povo de Israel.”

A Estela de Merneptah ou Estela de Israel: 
Os israelitas estão na Terra de Israel. 

PBS, Nova, “PBS, Nova, “The Bible’s Buried Secrets" (Segredos enterrados da Bíblia)  

A Estela De Merneptah confirma a presença de Israel na terra de Canaã.

A arqueologia mostra que Israel se estabeleceu inicialmente nas colinas de Canaã e que não havia nenhuma aglomeração urbana importante no final do século 13 AEC. Essa descoberta
corresponde ao que está na Bíblia.

לְאַחַר שֶׁשָּׁאוּל הַמֶּלֶךְ וּבְנוֹ יְהוֹנָתָן מֵתִים בַּקְּרָב, פּוֹנִים רָאשֵׁי הַשְּׁבָטִים לְדָוִד, שֶׁמָּלַךְ כְּבָר שֶׁבַע שָׁנִים וָחֵצִי בְּחֶבְרוֹן. הֵם מְמַנִּים אוֹתוֹ לְמֶלֶךְ עַל הַקּוֹנְפֵדֵרַצְיָה הַשִּׁבְטִית הַמְּאֻחֶדֶת שֶׁל יִשְׂרָאֵל.     

דָּוִד הַמֶּלֶךְ פּוֹנֶה מִיָּד לְכִוּוּן יְרוּשָׁלַיִם, אַחַת הֶעָרִים הָאַחֲרוֹנוֹת שֶׁטֶּרֶם נִכְבְּשָׁה בְּמַהֲלַךְ כִּבּוּשׁ הָאָרֶץ בִּידֵי בְּנֵי יִשְׂרָאֵל.   דָּוִד בּוֹחֵר בִּירוּשָׁלַיִם מֵאַרְבַּע סִבּוֹת עִקָּרִיּוֹת: מַיִם, בִּטָּחוֹן, אִחוּד וְשִׁלְטוֹן קַרְקָעִי נֵיטְרָלִי, אַךְ חָשׁוּב מֵהַכֹּל, בִּגְלַל הַקְּדוֹשָׁה שֶׁל יְרוּשָׁלַיִם הַטְּבוּעָה בַּמָּקוֹם הַנִּבְחָר, שֶׁבּוֹ יִבָּנֶה בֵּית הַמִּקְדָּשׁ הָעֲתִידִי.     

לְפָנֶיךָ סִרְטוֹן הַמְּסַפֵּר אֶת הַסִּבּוֹת שֶׁל דָּוִד בְּכִבּוּשׁ הָעִיר.